corrida imperial

há uns anos, talvez dois, corremos na corrida de santo antónio em lisboa. foi à noite — e é bom correr nas ruas de lisboa à noite —, com partida e chegada no rossio. no final davam uma cerveja.

ao curvar no terreiro do paço em direcção à rua da prata, já perto do final, parecia que corria sozinho (provavelmente um delírio do esforço), acompanhado apenas pelo meu tempo miserável. nesse momento, junto à estátua, uma pequena orquestra começa a tocar a marcha imperial.

em todo o caso, o star wars: os últimos jedi é um bom filme.